Alimentos fundamentais para as crianças comerem

17:38




OVO: Além de ser fonte de proteínas, é extremamente importante para a formação do cérebro. Comece oferecendo a gema cozida (um quarto, a partir dos 8 meses). A clara costuma ser recomendada depois do primeiro ano, porque pode causar reações alérgicas. Prefira o orgânico ou o caipira, por causa da quantidade de hormônios, e prepare cozido, mexido ou pochê.
Substitua por: uma colher (chá) de óleo de girassol, que fornece gorduras poli-insaturadas, ou uma porção de bife (meia unidade), se a ideia é alcançar a dose diária de proteínas.

SARDINHA: O peixe está repleto de cálcio e ômega 3. Auxilia na formação dos músculos e dos ossos, e ainda protege o coração. Para aproveitar tudo o que ele oferece, dê preferência às versões assada, cozida ou grelhada – enlatada também vale, embora seja mais calórica e tenha mais sódio.
Substitua por: atum ou salmão. A sardinha tem um gosto forte, não é toda criança que se acostuma.



IOGURTE: Eis outra boa fonte de proteínas e cálcio. Também garante o equilíbrio do trato gastrointestinal, importante para absorver os nutrientes corretamente.
Substitua por: leite e queijos magros fornecem quantidades equivalentes de nutrientes. Já as bactérias que fazem bem à flora você encontra no leite fermentado.

BRÓCOLIS: Ele tem compostos que ajudam a combater inflamações, fortalecer os ossos, manter o sistema nervoso saudável e auxiliar na digestão. Ofereça cozido ou no vapor. Se a criança não aceita bem o sabor, você pode colocar na sopa ou misturar com o arroz.
Substitua por: couve-flor, couve ou repolho.

ABACATE: A fruta ajuda na absorção de nutrientes, possui grande quantidade de antioxidantes, mantém o bom colesterol e fornece energia para garantir o pique.
Substitua por: castanha-do-pará ou de caju também têm as gorduras benéficas do abacate. Se for trocá-lo, não se esqueça de incluir uma fruta no lugar.

QUINUA: É um alimento de alto valor biológico, portanto, tem os aminoácidos essenciais que o nosso corpo precisa para funcionar. Beneficia o sistema nervoso, a manutenção muscular, a síntese de hormônios e a formação dos ossos. Pode acompanhar a salada, substituir o arroz ou ser batido com vitamina (farelo). Para os dois primeiros casos, basta cozinhar com água e sal (o ponto é macio e firme).
Substitua por: grãos como amaranto, aveia, milho, arroz, trigo e cevada.

ARROZ E FEIJÃO: A combinação é perfeita, pois um complementa o outro na questão dos aminoácidos. Além disso, o arroz, que é uma ótima fonte de energia, ajuda na absorção de todos os nutrientes do feijão, rico em ferro e vitaminas do complexo B.
Substitua por: purê de batata e lentilha.

CENOURA: Do grupo dos legumes, ela é rica em vitamina A, importante para saúde dos olhos e da pele. Para aproveitar o betacaroteno, sirva cozida e com azeite.
Substitua por: beterraba ou abobrinha.

CARNE: Além de fonte de proteínas, ela fornece diversos nutrientes importantes para o desenvolvimento da criança, como ferro e zinco. Evite prepará-la frita ou empanada.
Substitua por: filé de frango, peixe, ovo ou proteína vegetal, como grão-de-bico.


Leia também

10 comentários

  1. Quantas dicas legais
    alimentos de qualidade
    que nossos filhos necessitam
    para ter uma alimentação saudável
    bjs

    ResponderExcluir
  2. Aqui tirando a quinua e abacate, todos os outros citados comemos!!
    Adorei as dicas

    Bjs Mi Gobbato
    http://espacodasmamaes.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Lucas tem dificuldade par comer a maior parte desses alimentos, mais o que vale é não desistir né? Continuo tentando.
    beijinhos

    http://vaidadesdecriancas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Uma boa alimentação faz toda a diferença, a Sofia nã aceita bem alguns desses alimentos mas nada um prato divertido e atrativo não resolva...
    Ótimas dicas!
    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Adorei as dicas. Super válidas. Excelente post.Beijos!
    www.rubiasolbakken.com

    ResponderExcluir
  6. Aqui cuidamos muito bem da alimentação, mas nunca é demais saber mais...
    Abraços!
    www.pipocasemaquarela.com

    ResponderExcluir
  7. A variedade é tanta, né?
    E quanto mais colorido o prato melhor... em algumas fases as crianças rejeitam alguns alimentos, e a gente te que ter jogo de cintura para oferecer outros, e depois tentar incorpora-los ao cardápio novamente.
    Adorei o post, super completo!
    Beijos,
    Camila
    www.baudemenino.com.br

    ResponderExcluir
  8. Esses alimentos além de serem gostosos, tem os nutrientes fundamentais para uma alimentação balanceada e saudável de adultos e crianças...
    Adorei o post.
    Bjs
    Ju

    ResponderExcluir
  9. Todos esses alimentos eu dou desde sempre para a minha filha. E dá para inventar bastante com eles para diversificar o prato das crianças
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. ótimas dicas, aqui em casa ele come tudoooooo
    Bjcas
    http://www.estou-crescendo.com/

    ResponderExcluir

Ficamos felizes com sua visita e comentário! :)

Posts Recentes

Fanpage